Conheça o blog "ascontistas.wordpress.com" e os contos da Renata Rothstein

Artigo publicado por Thiago Winner, escritor do livro "As regras simples da vida" e colunista do site "Portal Olhar Dinâmico de São Paulo Capital".
17/01/2018 11:09
noticia Conheça o blog
noticia Conheça o blog

  O blog foi idealizado pela escritora Bianca Machado e nasceu da paixão de algumas amigas pela escrita – arte de transformar em letras tudo o que vai no pensamento da mulher do século XXI: nossas emoções, vivências, o sonho e a loucura, nossa realidade, o que vive e passeia, entre a aventura e o devaneio.


   Sejam todos bem-vindos ao nosso universo, conheçam nossas histórias, mergulhem em nossas fantasias e inspirações. Inspirem-se, também.

Muito obrigada,
As Contistas.

Contato: ascontistas@caligoeditora.com

Fonte: https://ascontistas.wordpress.com/sobre/

 

Renata Rothstein:

   Eu, Renata, carioca desde (quase) sempre, nascida em Macapá, AP. Sou professora de Educação Física, bailarina, jornalista e mãe – ufa! não necessariamente nessa ordem. Amo escrever, já participei de algumas coletâneas de contos e poesias. Meu mundo mais real e até nunca imaginado por mim mesma salta nas minhas palavras, é, e não sou de poucas…. Sou eu, sou assim, Deus me livre de definições, sou indefinível por Natureza, a minha reza é a Transparência, a minha regra é a busca pelo Transcendente, relevante, pelo menos pra mim. Febril agitação corrida em que tudo, sempre, se encaixa. Instigo, construo, agito, badalo, me abalo, me desabalo, porque assim tudo se basta. A vida, por si só, basta. A vida, a lida, os caminhos e os descaminhos vão me conduzir, tenho certeza! Beijos com carinho!

 

Autorretrato:

   Às vezes eu sou um copo meio cheio, já em outras, meio vazio: mas sempre transbordando excessos e afogando faltas.

   Talvez quando eu já não for o que pretendo, torne-se claro e exato o que, de fato, eu sou.

   Ou fui. Ou serei. Hei de ser. Nunca fui (?)
Mãe, filha, mulher, ser humano, o auge e o desengano. Sem muita espera, sem muito plano.

   Assim, mal o espetáculo (re)começa e cai o pano.

   Mil recomeços em mim. O avesso de tudo que eu imaginei (incrível!), vale a pena.

   Apenas.

 

Fonte: https://ascontistas.wordpress.com/autoras/renata-rothstein/

 

Contos da autora no blog:

https://ascontistas.wordpress.com/2017/06/29/o-homem-so/

https://wordpress.com/post/ascontistas.wordpress.com/1552