Conheça a biografia da Simone Campos que é escritora, tradutora, jornalista e produtora editoral

Artigo publicado por Thiago Winner, escritor do livro "As regras simples da vida" e colunista do site "Portal Olhar Dinâmico!
11/01/2018 20:46
noticia Conheça a biografia da Simone Campos que é escritora, tradutora, jornalista e produtora editoral
noticia Conheça a biografia da Simone Campos que é escritora, tradutora, jornalista e produtora editoral

   Simone Campos é escritora, tradutora e editora. É jornalista e produtora editorial pela UFRJ; é mestre e, atualmente, doutoranda em Teoria da Literatura e Literatura Comparada na UERJ, com projeto de tese sobre games. Estreou na literatura aos 17 anos, com o romance "No shopping" (2000). Depois vieram o romance "A feia noite", a ficção científica online "Penados y rebeldes" e o livro de contos "Amostragem complexa". Seu livro interativo "OWNED - Um novo jogador", inspirado na cultura dos videogames, saiu em papel e em meio digital. Em 2014, saiu "A vez de morrer" (romance) pela editora Companhia das Letras.

   Seu próximo projeto é um quadrinho de "autoficção científica" e fantasia passado no Rio de Janeiro em parceria com Amanda Paschoal, que também vai sair pela Companhia das Letras (Quadrinhos na Cia) em 2018. Simone também está escrevendo um romance policial. Mais informações em breve.

Romance mais recente: A vez de morrer, lançado em julho/2014 pela Companhia das Letras.

Leia crítica da Folha de São Paulo sobre o livro.
Leia matéria do El País sobre as personagens femininas de A vez de morrer.
Leia artigo da autora na revista Pernambuco (ver pág. 3) sobre o novo livro.

Recentemente: Qualificação de doutorado em literatura comparada na UERJ (fev/2018), onde também obtive o grau de Mestre em teoria da literatura e literatura comparada (2014). Dissertação: "O jogo e os jogos: o jogo da leitura, o jogo de xadrez e a sanidade mental em 'A defesa Lujin', de Vladimir Nabokov". 
   Publiquei o ensaio "The Binding of Isaac e o eterno retorno de Nietzsche" na revista Z Cultural (PACC-UFRJ).

   Publiquei meu primeiro livro, No Shopping, em setembro de 2000, aos 17 anos (estou com 34 até fev/2017). "No shopping" era uma novela (romance curto) toda passada dentro de um shopping center. Está na terceira edição.

   Depois da estreia, escrevi contos para antologias como Geração 90 - Os transgressores, organizada pelo Nelson de Oliveira, 25 mulheres que estão fazendo a nova literatura, da Record, organizada pelo Luiz Ruffato. O conto Bondade, que saiu nesse livro, foi reprisado na coletânea Entre nós (2007), da Língua Geral.

   Nesse meio tempo, preparei meu segundo romance, A feia noite (2006). Existe um blog escrito pela personagem Maria Luiza, entre muitos outros extras. Em 2007 escrevi uma novela de ficção-científica para a internet. Chama-se Penados y Rebeldes e pode ser lida aqui grátis.

   Sou formada em Comunicação Social pela UFRJ em duas habilitações: jornalismo (2005) e produção editorial (2010). Trabalhei com jornalismo literário e também como produtora editorial. Participei de todas as edições da Copa de literatura brasileira como jurada.

   Ganhei a bolsa Petrobras de Criação Literária para escrever meu livro Amostragem complexa (contos - 2009). Pode-se ler três contos na íntegra clicando aqui(formato PDF - 181kb).

   Em 2011, saiu OWNED - Um novo jogador, livro-jogo em papel (também patrocinado pelo Petrobras Cultural) que tem também uma versão online gratuita. Há um artigo meu tratando de OWNED, videogame e mulher em Sobre gêneros para a Revista de Não Ficção no. 4, da Não Editora (2011).

   Em 2014, lancei meu quinto livro, o romance A vez de morrer, pela editora Companhia das Letras. O livro foi semifinalista do Prêmio Oceanos.

  O próximo projeto, previsto para 2018, será um quadrinho de ficção científica e fantasia. Também estou escrevendo um romance policial.

 

Bibliografia completa:

Romances e afins:

 

Contos:

 

No exterior:

 

Ensaio:

  • Ensaio "Amazon - The Guardians of Eden: uma leitura relacional" na coletânea "O jogador de mil fases" (org. Arthur Protásio e Guilherme Xavier, ed. 2AB). Disponível como ebook na Amazon.

 

Críticas e colunas:

 

Tradução:

  • The Secret History of Twin Peaks - Mark Frost (Tradução de Simone Campos e de Stephanie Fernandes) - Companhia das Letras (a publicar - 2017)
  • The Last One - Alexandra Oliva - ed. Rocco (a publicar - 2017)
  • O livro das coisas estranhas (The Book of the Strange New Things) - Michel Faber - ed. Rocco (2016). Em catálogo. Leia artigo sobre o processo de tradução no blog da Rocco.
  • Menina má (The Bad Seed) - William March - ed. Darkside (2016 - )
  • A garota no trem (Girl on the Train) - Paula Hawkins - ed. Record (2015 - em catálogo)
  • Bellman & Black - Diane Setterfield - ed. Record (a publicar - 2017)
  • Por uma ecologia da mente (Steps to an Ecology of Mind) - Gregory Bateson - ed. É Realizações (a publicar - 2017)
  • Eu, Anna (I, Anna) - Elsa Lewin - ed. Record (concluído, em catálogo; adaptado para filme com Charlotte Rampling como Eu, Anna).
  • Breve história da celebridade (A Short Story of Celebrity) - Fred Inglis - ed. Versal (concluído, em catálogo)
  • Postais da terra de ninguém (Postcards from No Man's Land) - Aidan Chambers (ganhador do prêmio Hans Christian Andersen e da medalha Carnegie) - ed. WMF Martins Fontes (Publicado, em catálogo) - Indicado como Altamente Recomendável pela FNLIJ (2013) na categoria Tradução/Adaptação Jovem.
  • Disciplina sem gritos nem surras (Discipline Without Shouting or Spanking) - Jerry Wyckoff e Barbara C. Unell - ed. WMF Martins Fontes (Publicado, em catálogo)
  • Mitos e lendas (Myths and Legends) - Philip Wilkinson - ed. WMF Martins Fontes (Livro ilustrado da DK. Publicado - e esgotado.)

 

Revisões/copidesques notáveis: Uma fração do todo (Steve Toltz) para a Record; A bibliotecária de Auschwitz (Toni Iturbe) para a Ediouro; Carvão animal (Ana Paula Maia) para a Record; Antologia pan-americana (org. Stephane Chao) para a Record

 

Academia:

  • O jogo e os jogos: o jogo da leitura, o jogo de xadrez e a sanidade mental em 'A defesa Lujin', de Vladimir Nabokov
    Dissertação de mestrado em Letras - Teoria da literatura e Literatura comparada na UERJ - Orientação de João Cezar de Castro Rocha
    Resumo do resumo: Vladimir Nabokov criou um personagem chamado Lujin, jogador de xadrez profissional que acaba ficando louco. Sua loucura é achar que há alguém jogando contra ele em sua vida, e que precisa elaborar uma defesa competente contra ele. Lujin acaba se suicidando. Passando por teorias como a de Iser e apoiando-se nas ideias de duplo vínculo de Gregory Bateson, além de temas como sinestesia e um paralelo com o alcoolismo, tentamos mostrar como Nabokov replicou a experiência de jogar xadrez até para o leitor que não gosta do jogo - e o fez igualmente para a experiência da loucura, dado que, sob a moldura da ficção que só o leitor enxerga, Lujin está certo: Nabokov "de fato" joga contra ele. (Para quem gosta, há um pouco de lógica nessa dissertação - Russell e Wittgenstein.)
  • Artigo Sobre gêneros para a Revista de Não Ficção no. 3, da Não Editora (2011)
    Sobre mulheres, videogames, livros. Trata do papel da fantasia e do risco na vida das pessoas. Contém Walter Benjamin, Cervantes e Houdini.
  • O e-book e além: projeções e implicações para autores, editoras e para a leitura no Brasil
    Monografia de fim de curso de comunicação social - produção editorial na UFRJ (2009) - graduação
    Resumo do resumo: Em um mercado em mutação, os agentes do mercado editorial (incluindo autores e leitores) têm necessidade e oportunidades para redefinir seu papel, participação e fatia nos lucros de sua atividade. Este trabalho explora várias maneiras de cada parte envolvida fazer isso no contexto brasileiro e como a interação entre elas pode vir a alterar o equilíbrio de poderes e transformar o mercado.
  • Mudanças no equilíbrio de poder: o caso Napster
    Monografia de fim de curso de comunicação social - jornalismo na UFRJ (2004) - graduação
    Por que você deve lê-la: é uma narrativa apaixonada e informativa do impacto que a internet teve na disseminação de uma determinada informação (a música). Usa experiência pessoal e análise do discurso jornalístico (Fairclough, Milton Pinto) para analisar as tendências de redistribuição de poder.

 

Trabalhos como produtora editorial:

  • Coordenação/acompanhamento de processo editorial

    Carvão animal - Ana Paula Maia (coordenação com a autora, sugestões de edição, revisão de orelha/4a capa - 2010/11)
    Antologia pan-americana - Stéphane Chao (reunião com o organizador, revisão das traduções, do sumário, da grafia dos nomes dos autores, revisão de orelha/4a capa - 2010)
    A verdade lançada ao solo - Paulo Rosenberg (coordenação com o autor, pesquisa e uniformização de termos judaicos, sugestões de edição, revisão de orelha/4a capa - 2010)
    Samba falado - Vinicius de Moraes (pesquisa e transcrição de textos manuscritos de Vinicius na casa de Ruy Barbosa e Biblioteca Nacional; seleção e organização do material em capítulos). Azougue editorial, 2007.
    Coleção Encontros (pesquisa na Biblioteca Nacional e outros arquivos). Livros de entrevistas com Vinicius de Moraes, Darcy Ribeiro, Boris Schnaiderman, Roberto Piva, Eduardo Coutinho, Florestan Fernandes, Jorge Mautner, Gabeira e outros. Azougue editorial, 2006-2007.

  • Revisão/Copidesque

    A bibliotecária de Auschwitz, Toni Iturbe. Revisão. Ed. Nova Fronteira.
    A sabedoria das avós (Grandmother's Wisdom), Lee Faber. Copidesque/confecção de orelha e 4a capa. Ed. Casa da Palavra, 2012.
    John Carter, adaptação do filme da Disney baseado em A princesa de Marte, de Burroughs. Copidesque. Ed. Casa da Palavra, 2012.
    Ecos da mente (The Echo Maker), Richard Powers. Ed. Record, 2012.
    Rei da roleta, biografia do dono do Cassino da Urca, Joaquim Rolla (2012). Copidesque/confecção de orelha. Ed. Casa da Palavra, 2012.
    Uma fração do todo (A Fraction of the Whole), Steve Toltz (2011). Revisão de tradução/confecção de orelha e 4a capa. Ed. Record, 2011.
    A casa dos macacos (Ape House), Sara Gruen (2011). Revisão de tradução. Ed. Record, 2011.
    Sua face ilegal (His Illegal Self), Peter Carey (2011). Revisão de tradução. Ed. Record, 2011.
    - Copidesque do livro Unhas para a ed. Senac (2005).

  • Capas

    - Design de capa de A feia noite, autoria própria (2006)
    - Fotografia para a capa de Amostragem complexa, autoria própria (2009)

  • Site

    Site do livro-jogo Owned, de autoria própria - planejamento e debugging (com Douglas Donin, Filipe Moura e Vinícius Lima).

 

Veja entrevista da escritora Simone Campos no programa Trilha de letras da TV Brasil, apresentado por Raphael Montes.

https://www.youtube.com/watch?v=gM8_Wq18vKw

 

Fonte: http://simonecampos.net/bibliografia