Jairo Rodrigues fala sobre o dia da consciência negra:

20/11/2017 23:52
noticia Jairo Rodrigues fala sobre o dia da consciência negra:
noticia Jairo Rodrigues fala sobre o dia da consciência negra:

A rede social é o principal ponto de encontro das pessoas para discutirem suas ideias, colocar em prática aquilo que pensa. Foi ao ver o facebook me perguntando  "no que eu estava pensando" que resolvi escrever esse artigo.

Hoje, no dia consciência negra eu li alguns posts onde algumas pessoas escreveram, " Não precisamos de consciência negra, amarela ou branca, precisamos de consciência humana". Aquilo me fez pensar, me deixou intrigado.

Pois bem!  Nós precisamos sim falar sobre a consciência negra, pois esse dia se dá justamente por uma questão humana. Pensar somente na consciência humana é tão genérico, tão abstrato que acaba excluindo do âmbito da discussão aquilo que se quer envolver, que é a luta do negro contra o racismo, contra o preconceito, contra a desigualdade.

Se falou muito em consciência humana, mas se você perguntar para 90% da população, vão dizer que no Brasil existe racismo, se você perguntar para essas mesmas 99% das pessoas se elas são racistas, muito provavelmente  vão dizer que não são.

Dizer que não precisamos de um dia da consciência negra é a mesma coisa de dizer que não tivemos escravidão no país. Precisamos lembrar que eles vieram para o Brasil, não foi porque vieram por vontade própria, os navios negreiros não tinham esse nome não era porque apenas transportava negros, eles eram escravos. Foram forçados a vir para cá para servir aos senhores, aos patrões, aos brancos.

Negros lutaram em guerras, negros sofreram com chibatadas, negros sofreram com a escravidão. É importante falar de consciência humana? Sim, é importante! Mas mais importante ainda é falarmos sim da consciência negra.  Não podemos apagar 300 anos de sofrimento desse povo que veio trazido a força para cá, não podemos negar a história do negro  principalmente na formação da cultura do nosso país.

Para que essa consciência humana tão dita nas redes sociais faça sentido, é preciso entender que precisamos sim da consciência negra, precisamos respeitar a luta dos negros e a importância que tem nesse país.

O dia da consciência negra não é para ser lembrado ou tratado como um feriado, mas sim como um dia da história de luta do negro.

Igualdade, fraternidade, liberdade e respeito, é o que desejo.

Jairo Rodrigues

Apresentador - TVRNews