BLACK FRIDAY. 5 DICAS PARA ESCOLHER BONS VINHOS NA PROMOÇÃO. POR VANDA MENEGUCI

ESCOLHA POR ÓTIMOS RÓTULOS APROVEITANDO OS BONS PREÇOS OFERTADOS NA BLACK FRIDAY
20/11/2017 23:06
noticia BLACK FRIDAY. 5 DICAS PARA ESCOLHER BONS VINHOS NA PROMOÇÃO. POR VANDA MENEGUCI
noticia BLACK FRIDAY. 5 DICAS PARA ESCOLHER BONS VINHOS NA PROMOÇÃO. POR VANDA MENEGUCI

Estamos no mês da Black Friday. Uma ação promocional que iniciou nos EUA e que hoje é também muito difundida aqui no Brasil.

Momento em que a indústria de bens de consumo e de serviços em geral oferece descontos atrativos ao consumidor final, aproveitando de vários motivos: o recebimento da primeira parcela do décimo terceiro, a compra antecipada de presentes de natal e festas de fim de ano, e naturalmente a queima de estoques.

E se o mundo e os mais variados segmentos respiram a Black Friday, não é diferente no segmento de bebidas alcoólicas, e fundamentalmente no segmento dos vinhos. Nesta época do ano, o consumidor pode aproveitar sim, dos bons preços ofertados na campanha, mas não deve deixar de analisar alguns pontos que eu descrevo aqui como 5 boas dicas na hora de escolher pelos vinhos.

 

A REGRA DE OURO. 5 DICAS PARA APROVEITAR OS BONS PREÇOS DA BLACK FRIDAY COMPRANDO VINHOS DE QUALIDADE

 

1. Escolha pelo produtor

Muitas são as ofertas; vinhos a preços super acessíveis em uma infinidade de tipos e estilos. Uma das regras de ouro é escolher pelo produtor, e isso é algo que uma simples busca por informações pela Internet pode ajudar bastante.

E porque o produtor é tão importante nesta escolha? Porque o produtor quando é referência, garante a qualidade do produto. Temos bons exemplos de produtores que distribuem nos mais variados tipos de estabelecimentos, ou seja, redes de supermercados, e-commerce de bebidas, empórios e adegas, os quais facilmente o consumidor pode encontrá-los.

A exemplo, rótulos assinados pelas vinícolas ou produtores Concha Y Toro, Santa Carolina, Trapiche, Pere et Fils, Torres, Aurora, Salton, Casal Garcia, entre outras famosas e de grande distribuição garantirão a boa escolha do produto.

 

2. Atente-se a safra

A safra também é um bom indicador para que o consumidor não compre “gato” por “lebre”, ou seja, por vinhos oxidados ou evoluídos já para o estado de decrépito (morto).

Vinhos são organismos vivos onde a levedura não para de evoluir. O que é mais importante aqui é entender que existem vinhos para o consumo rápido e vinhos para a guarda.

Não existem verdades exatas na viticultura, pois tudo vai depender de como o enólogo vai definir o produto, mas uma coisa é certa. O vinho barato tende a possuir uma vinificação mais simples, a qual elabora exemplares com “menor tempo de vida”.

E qual é a dica dada aqui? Vamos lá: ao optar pela compra de vinhos brancos em promoção, o consumidor deve procurar pelas safras mais jovens, com no máximo três anos de produção, consumindo-o imediatamente, se a safra já tiver esses mesmos três anos de produção.

Aos vinhos tintos, a durabilidade pode ser um pouco mais estendida, mas não o guarde também por longos anos. Até no máximo 4 anos de produção com mais 2 anos de garantia para guarda.

Já os espumantes mais simples, geralmente não são safrados, pois partem da produção e vinificação onde o produtor pode misturar lotes de safras ou anos de colheita diferentes em um mesmo mosto, a dica então é procurar no contra-rótulo da garrafa pelo número de lote e ano de fabricação.

Sendo de um ano de fabricação mais atual, a garantia de que o produto esteja dentro dos padrões favoráveis para ao consumo é maior.

 

3. Pesquise sempre por mais informações a respeito do produto ofertado

Hoje existem vários meios de pesquisa a respeito dos alimentos e bens de consumo os quais adquirimos, então faça dessa ferramenta uma ótima prática para extrair informações confiáveis: forma como o vinho foi elaborado, qual (ou quais) variedades de uvas foram utilizadas na produção, com qual tipo de alimento o vinho combina. Está tudo ali, na internet, bem ao seu alcance, então pesquise!

 

4. Faça uma prévia pesquisa de preços. Seja pela internet, seja nas lojas especializadas em vinhos

Quando se trata se rótulos e marcas muito conhecidas e de grande giro, geralmente um mesmo tipo de canal de venda pode comercializar o mesmo rótulo com uma grande diferença de preços.

Na Black Friday, este tipo de situação é bastante comum, levando em consideração a própria negociação de compra, o que fará do estabelecimento que comprou um determinado vinho em grande volume, fatalmente ter um poder de oferta ao consumidor final com um preço muito mais atrativo a olhos vistos.

 

5. Ao presentear alguém que aprecie vinhos, escolha pelos rótulos elaborados a partir de uvas tradicionais

Sem muitos “mi-mi-mis”, na hora por escolher por vinho para presentear, pois de nada vale parecer “chique” ou um exímio conhecedor de vinhos se não souber agradar.

Caso queira aproveitar a Black Friday para presentear alguém muito especial, tente saber qual é a casta predileta do futuro presenteado ou pelo estilo de vinho que mais o (a) agrada. Busque assim pelas castas tradicionais: Cabernet Sauvignon, Syrah ou Tannat, para quem gosta de vinhos com maior estrutura, Merlot para quem aprecia um vinho tinto mais macio. Sauvignon Blanc para quem adora vinhos brancos e demasiadamente frutados, Vinho Verde para aquele que prefere vinhos brancos bem levinhos.

Escolha por aquele produtor referência onde citamos lá em cima, por safras mais atuais e fatalmente fará bonito, bonito e prazerosamente gostoso!

Vanda Meneguci

Graduada em Comunicação Social /Publicidade e Propaganda. Há 15 anos trabalhando como profissional em marketing e há 7 anos aperfeiçoando o conhecimento em vinhos.

Sommelière pela ABS-SP. 

E-mail: vinhosamoresetaca@gmail.com

Blog: http://vinhosamoresetaca.blogspot.com.br/