Policia Militar e Policia Civil em ronda executam mais uma prisão. Guardiões de Poté, trabalhando em prol da sociedade.

10/10/2017 18:33
noticia Policia Militar e Policia Civil em ronda executam mais uma prisão. Guardiões de Poté, trabalhando em prol da sociedade.
noticia Policia Militar e Policia Civil em ronda executam mais uma prisão. Guardiões de Poté, trabalhando em prol da sociedade.

Quando se fala em guardiões, logo nos vem a imagem de filmes.

Todos estão ligados a justiça , e em Poté , Minas Gerias os nossos Guardiões não são ficticios, são os Policiais Militares e Civil, que quando atuam juntos lançam raios e trovoadas contra o crime.

Mais uma ronda que acaba em prisão.

Por volta de onze horas na Praça Frei Gaspar, Centro, o Cabo Fernando juntamente com o Investigador de Polícia Civil André, abordaram dois indivíduos.

Um maior e o outro menor de idade, sendo os dois já conhecidos no meio policial pela pratica de delitos relacionados ao tráfico de entorpecentes e furtos, em poder do menor de idade de inicial W, envolvida em um plástico, uma bucha de uma substância esverdeada como maconha e em poder do maior conhecido como "Patinho" a quantia de R$230,00 (duzentos e trinta reais) provenientes da venda de entorpecentes, lembrando que Patinho a pouco foi libertado para aguardar julgamento.

Preso em flagrante Patinho foi encaminhado para a Delegacia de Polícia em Teófilo Otoni.

Quando se fala em guardiões, logo nos vem a imagem de filmes.

Todos estão ligados a justiça , e em Poté , Minas Gerias os nossos Guardiões não são ficticios, são os Policiais Militares e Civil, que quando atuam juntos lançam raios e trovoadas contra o crime.

Mais uma ronda que acaba em prisão.

Por volta de onze horas na Praça Frei Gaspar, Centro, o Cabo Fernando juntamente com o Investigador de Polícia Civil André, abordaram dois indivíduos.

Um maior e o outro menor de idade, sendo os dois já conhecidos no meio policial pela pratica de delitos relacionados ao tráfico de entorpecentes e furtos, em poder do menor de idade de inicial W, envolvida em um plástico, uma bucha de uma substância esverdeada como maconha e em poder do maior conhecido como "Patinho" a quantia de R$230,00 (duzentos e trinta reais) provenientes da venda de entorpecentes, lembrando que Patinho a pouco foi libertado para aguardar julgamento.

Preso em flagrante Patinho foi encaminhado para a Delegacia de Polícia em Teófilo Otoni.