Como a dependência química prejudica a aparência e o comportamento social

16/09/2017 16:41
noticia Como a dependência química prejudica a aparência e o comportamento social
noticia Como a dependência química prejudica a aparência e o comportamento social

 

Por Pastor Wilson Soares

 

O QUE É DEPENDÊNCIA QUÍMICA?

Segundo a OMS Organização Mundial de Saúde a dependência é uma doença incurável progressiva e fatal.

Essa definição técnica é com certeza a maneira mais fácil de se entender o comportamento social familiar e profissional disfuncionais dos dependentes.

No entanto, quero abordar um aspecto dessa (doença) que ao meu ver facilitará uma compreensão mais adequada para abordagem primária e ajudará esse indivíduo que está com um comportamento compulsivo obsessivo.

Sem me ater no âmbito social ou intelectual, mas sim olhando esse indivíduo como ser humano, vejo que na amplitude do problema, apesar de todas as variantes progressivas e psíquicas do envolvimento com drogas, a de se perceber um ser humano lutando contra todas as circunstâncias desfavoráveis.

Pois entendam, essa doença compromete todos os aspectos humanos. E, por ser o prazer o condutor dessa doença, a parte cognitiva é a primeira a ser comprometida.

Com experiência de anos trabalhando em reabilitação, e também por infelizmente passar por esse processo, uma vez que sou um depende químico em recuperação, pois é importante que entendamos que a recuperação ou reabilitação é pelo resto da vida, e a sobriedade é dia após dia, percebo o quanto a luta contra a vontade e contra o prazer que a droga proporcionam é muito grande.

Os aspectos sociais, intelectuais ou até mesmo filosóficos, não inibem o dependente, porque uma vez instalada a doença, o mesmo tem um único objetivo quando está na ativa: usar.

Sim é possível que indivíduos com essa doença vivam em sobriedade com estabilidade comportamental da doença, mas é necessário que, para isso, tenha ao seu dispor uma série de recursos que o leve ao entendimento dessa realidade.

Eu como Pastor preciso abordar também um aspecto muito importante, o espiritual. Pois acredito que somos feitos de corpo, alma e espírito e o conjunto dessas três coisas alinhadas configuram um ser humano mais equilibrado.

Por isso, acertos e erros humanos que poderíamos chamar de pecado incidem sim na relação humana com o DEUS de nossa compreensão, isso gera uma distância que gradualmente faz com que fiquemos mais perto de nossas vontades e longe de DEUS que com certeza tem a direção que é a melhor para nossas vidas.