Deficiente física é agredida na Upa de Itanhaém

Segundo testemunha, seu marido também foi agredido por enfermeiro.
10/08/2017 23:57
noticia Deficiente física é agredida na Upa de Itanhaém
noticia Deficiente física é agredida na Upa de Itanhaém

Por Wagner Planas

No dia 26 de julho, na Upa de Itanhaém, a paciente Maria Silvania da Silva, que é deficiente física, buscou atendimento no corrente dia.

Por ser paciente de auto risco, por uso de próteses e alegando estar com muitas dores, outros pacientes foram passados à frente (em torno de 20), e segundo fatos narrado por ela, ao questionar o porquê da demora, ela foi repreendida e desrespeitada aos berros,  pela enfermeira no momento.

Ao ver a agressão sofrida pela esposa, o marido, o Senhor Carlos  Eugenio Freitas, partiu em defesa da esposa, com questionamentos, quando um enfermeiro, veio contra o seu Carlos, o agredindo com um murro em seu rosto.

Dona Tereza, que foi testemunha dos fatos ocorrido, disse que estava fazendo filmagem de tudo, e assim acabou as agressões ao casal. Outro senhor, teve o celular quebrado na confusão.

O boletim de ocorrência foi lavrado na delegacia do município. A coluna está aberta para ouvir as autoridades municipais, direção da instituição e os acusados de agressão.

Assista a entrevista feita por Wagner Planas com as supostas vítimas de agressão na upa de Itanhaém: