AGORA QUE SÃO ELAS – KÁTIA TEIXEIRA

20/07/2017 21:26
noticia AGORA QUE SÃO ELAS – KÁTIA TEIXEIRA
noticia AGORA QUE SÃO ELAS – KÁTIA TEIXEIRA

Qual o segredo do sucesso?  Perseverança?  Trabalho? Dedicação? A empresária Kátia Teixeira considera que a reunião dessas três competências e mais uma dose de confiança e coragem podem levar qualquer pessoa ao topo.

Empreendedora nata, a paulistana dona de empresas como o Amazing Balls ( maior piscina de bolinhas da América Latina) e a Mont&Brinq , com 19 anos de existência é exemplo de que a ousadia nos negócios é primordial.

 

- Já fui funcionária e já trabalhei com coisas com as quais não me identificava, até o dia que resolvi vencer. Também já fiz apostas que não deram certo, quebrei, vendi empresas, mas posso me considerar uma pessoa de sucesso porque hoje consigo trabalhar com o que quero, mantenho minhas empresas estabilizadas e posso ousar e investir em projetos nos quais acredito. Assim nasceram o Agora é Que São Elas e o Em Frente as Feras, diz Kátia Teixeira que, além de administrar os negócios, também encontra tempo para palestrar por todo o Brasil.

Trabalhando em conjunto com o marido e os filhos, Kátia enveredou, há três anos através do Agora é que São Elas, para o ramo da literatura, comunicação e entretenimento. O projeto, que virou programa de TV na Rede NGT, surgiu para dar voz ao empreendedorismo feminino. Através do programa, que começou na Rádio Mundial, Kátia e outras consultoras, dão dicas que fomentam o negócio de mulheres que empreendem em todo o Brasil. O legado do projeto vem se construindo e se fortalecendo a ponto de criar o "18 Mulheres", ação onde Kátia reúne empreendedoras que passam um dia inteiro dando, gratuitamente, consultoria e workshop para mulheres que ainda não conseguiram "emplacar" seu negócio. O projeto, no modelo "palestrantes on the road" já visitou quase dez cidades da Região do Vale do Paraíba com o apoio da Truck Van e a meta é viajar para todo o Brasil com o apoio das prefeituras locais.

 

- A ideia do 18 Mulheres é injetar coragem e experiência nessas mulheres. Empreender não é fácil e elas precisam perceber que não estão sozinhas neste barco. Durante minhas andanças pelo Brasil e pelo exterior, também nas minhas palestras ( ela lota auditórios com suas story tellings e com workshops sobre empreendedorismo e administração do tempo), percebi que o "empreendedorismo feminino" estava na moda e que muita gente estava ganhando dinheiro com isso. Até aí, tudo bem, mas cadê a contrapartida? A mão na massa? O que essas mulheres precisavam eram justamente saber que não é fácil e que muito se falava e pouco se fazia. Eram muitos cafés, mas poucos negócios. O 18 Mulheres tem esse significado: 1 – uma mulher de cada vez e 8 – o infinito, ou seja, vamos impactar uma a uma até que todas tenham a mesma chance, comenta a empresária.

 

Incansável em promover e incentivar o ato feminino de empreender, Kátia também reuniu as histórias de mulheres empreendedoras na obra " Quais de Mim você Procura?", uma série de livros que pretende contar a história de mil mulheres. O projeto, que já reuniu 100 histórias em duas publicações cujos prefácios forma feitos por empresárias como Luiza Helena Trajano,  Sofia Esteves e Wanira Salles. O terceiro livro já está em andamento.

 

O sucesso do Agora é que São Elas e todos os projetos incorporados a ele levaram o programa a alcançar notoriedade nas redes sociais e também na TV. Com quase 40 mil seguidores nas redes sociais e líder de audiência na Rede NGT, o projeto vem estimulando cada vez mais mulheres a empreender.

 

- Não existe fórmula perfeita para o sucesso e eu sempre digo isso nas minhas palestras. O princípio básico é ser feliz fazendo o que você faz. A partir daí, trabalho, dedicação e respeito ao próximo sem nunca deixar de saber responder a pergunta: quanto eu quero perder com esse projeto? Tendo isso em mente, vamos prospectar também o quanto vamos ganhar e esta resposta deve ser assertiva. Normalmente os negócios não dão certo porque nunca nos perguntamos quanto estamos dispostos a perder para começar a ganhar, finaliza a empresária.